Emergência 193

Notícias

APH

Hospital de Alta Floresta capacita bombeiros e enfermeiros em classificação de risco

13/03/2018 - 16:34
Sandra Carvalho - SES-MT

O Hospital Regional de Alta Floresta, Albert Sabin, realizou nesta segunda-feira (12.03) uma capacitação para novos enfermeiros da unidade e também para bombeiros militares sobre classificação de risco na triagem de atendimento pré-hospitalar. A qualificação reuniu 48 profissionais e foi ministrada pelo médico Euller Preza. Durante o evento, o médico explicou que o protocolo classifica os doentes por cores após uma triagem baseada em sintomas, de forma a representar a gravidade do quadro e o tempo de espera para cada paciente.

No atendimento pré-hospitalar, segundo o método de classificação de risco, o paramédico, após breve avaliação, irá encaminhar o paciente para intervenção médica e de cuidados de enfermagem de acordo com o potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento, usando um processo de escuta qualificada e tomada de decisão baseada no protocolo, aliada à capacidade de julgamento e experiência do profissional.

A classificação é realizada com base nos sintomas apresentados pelo paciente, assim como queixas, sinais vitais, escala de dor, entre outros. Após essa avaliação inicial, o paciente deverá ser encaminhado ao serviço indicado, atenção básica ou hospitalar, o quadro segue para o atendimento ou aguarda o momento de ser atendido, de acordo com os critérios do protocolo das cores.

A capacitação para o uso do protocolo “vai auxiliar na triagem das vítimas observando os detalhes do estado de cada sistema vital. O procedimento é similar com o que o CBM já utiliza, com o ganho de especificações definidas em uma base técnica”, avalia o Tenente BM Diego Reis, comandante da unidade do Corpo de Bombeiros Militar de Alta Floresta. O diretor geral do Hospital Regional de Alta Floresta, José Marcos da Silva, afirmou que o protocolo “possibilita a reflexão e o aprendizado institucional de modo a reestruturar as práticas assistenciais, avançando às ações de humanização, resultando no atendimento adequado das unidades básicas de saúde e do Corpo de Bombeiros Militar”.

O CBM MT também está no Facebook e Instagram. Siga-nos!